SAIBA QUAIS AS VANTAGENS EM TRABALHAR COMO FUNCIONÁRIO PÚBLICO

Muitas pessoas têm se planejado para entrar no mercado como funcionário público, isto porque esta categoria de serviço dispõe de vários benefícios importantes. Por essa razão, os concursos realizados para preencher estes cargos são muito concorridos. Veja a seguir quais as vantagens em trabalhar como funcionário público:

Processo Seletivo

A única forma de ingressar em cargos públicos efetivos é através da prestação de serviços. Por isso, o candidato não ficará sujeito a entrevista de emprego e as vagas não pode ser preenchidas por parentesco ou conhecimento ou seja, para participar do PCI concursos 2019 deve se inscrever e participar dos exames.

Esta categoria de seleção não fica disponível sempre, mas há uma grande expectativa para os concursos 2019 e os interessados devem estar atentos a divulgação do edital.

Estabilidade Financeira e no Trabalho

Como não depende da área de comércio e tem salário fixo, os cargos públicos proporcionam estabilidade financeira para os seus funcionários.

Sem contar que a possibilidade de demissão é menor do que no setor privado, por isso, o funcionário pode fazer planos e investimentos a longo prazo contando com a permanência de seu setor.

Remuneração Alta

Um dos pontos mais importantes em relação ao setor público é a remuneração que é superior a média privada. Os concursos se dividem entre nível médio e nível superior, e ambas as categorias dispõem de uma boa remuneração.

Vale mencionar que o piso salarial para os cargos de funcionário público são consideravelmente maiores do que os cargos privados. Para quem seja uma remuneração alta mensalmente, participar de concurso público é uma ótima opção.

Baixa Possibilidade de Demissão

Diferente dos trabalhadores de empresa privada, os funcionários de cargos públicos tem menor possibilidade de ser demitidos. Isto poque, o empregado só pode ser dispensado por meio de processo administrativo se vier a infringir as leis que regem o setor público.

E apesar de poder ser dispensado de suas funções através de processo administrativo, é importante mencionar que o servidor pode vir a requirir a reavaliação do caso e a reintegração de seu cargo.

Carga de Trabalho Flexível

Quem trabalha em empresa pública possui uma carga de serviço diferente da maioria. Enquanto o trabalhador do setor privado tem de cumprir, pelo menos, 40 horas de serviços semanais, o funcionário público cumpre cerca de 30 horas.

A cargo horária é bem distribuída semanalmente e dependendo do setor de trabalho o funcionário pode chegar a ter duas folgas durante a semana.

COMO TRANSFERIR O DOCUMENTO DO CARRO PARA OUTRO ESTADO?

Quando o indivíduo muda de endereço, deve pensar em vários fatores que também deverão ser alterados. Como a entrega de correspondências, atualização do valor de imposto e etc. Com o veículo é a mesma situação, seja por mudança de endereço do proprietário ou por venda para comprador de outro estado, os documentos serão modificados e atualizados.

Transferência de veículo para outro estado

Assim que fica definido que o veículo passará a circular de forma permanente em outro estado, o seu proprietário precisa atualizar a documentação do automóvel. O que é chamado de transferência de veículo para outro estado.

Agora que o automóvel estará em outra região, este deve seguir as normas da legislação local. No que se trata do cálculo de IPVA do próximo ano, taxa de licenciamento 2019 e os demais tributos cobrados sobre o veículo.

O Certificado de Registro de Veículo (CRV) é o documento que deve ser transferido. Atualizando o nome do novo comprador, o seu endereço e comprovando que o automóvel passa a cumprir com a legislação daquele estado.

Como transferir veículo para outro estado

A transferência do veículo para outra região é de suma importância, considerando que deixar de fazer esse processo acarreta em multa sobre o proprietário e sobre o veículo.

O interessado deve então, comparecer até um posto autorizando do Departamento de Trânsito (DETRAN) para que seja feita a transferência entre estados e até mesmo entre condutores.

Vale lembrar que o número do RENAVAM permanece o mesmo. Ainda que a CRV seja modificada, este código é permanente e único, sendo impossível modificá-lo.

Para realizar o processo, o proprietário deve ter em mãos os seguintes documentos:

  • CRV original;
  • Certificado de Licenciamento Anual (CRLV);
  • Comprovante de pagamento de débitos (impostos, encargos ou multas em aberto, caso existam).

Taxas para transferência

Para que seja alterado o CRV do veículo o proprietário precisa pagar uma taxa de transferência, o valor varia de acordo com cada estado.

No caso da transferência entre proprietários, o valor costuma ser entre R$120 e R$290. Quanto a modificação da localidade do documento, o valor é equivalente ao primeiro registro no Estado. E está dentro dessa média que foi descrita, não ultrapassando 300 reais.

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE ABONO SALARIAL E 13º SALÁRIO?

Os direitos trabalhistas podem dispor de longas clausulas, o que faz com que várias pessoas não entendam como eles funcionam. Por vezes, pode ser que o trabalhador possa até confundir os benefícios disponíveis.

Isto acontece bastante com o abono salarial e o décimo terceiro salário, valores a ser sacados em algumas ocasiões. Se você tem dúvidas quanto a este assunto, entenda melhor qual a diferença entre o abono salarial e o 13° salário no texto a seguir:

O abono salarial

O abono salarial é um valor que fica disponível para os contribuintes da Previdência Social quando eles cumprem os requisitos necessários, como registro no RAIS. Este benefício pode ser gerenciado por dois direitos: o PIS e o PASEP.

O Programa de Interação Social (PIS) é responsável pela gerência de direitos como o abono salarial somente para os funcionários do setor privado. Enquanto isso, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) é destinado ao setor público. Para receber o abono, é necessário ter cadastro na carteira de trabalho por, pelo menos, cinco anos.

De acordo com a reforma trabalhista, o abono será pago de maneira proporcional aos dias de serviço trabalhados, sendo necessário no mínimo 30 das de serviço consecutivos ou não. O valor máximo a ser recebido por este benefício é de um salário mínimo vigente.

O décimo terceiro salário

Como você pôde conferir, o abono salarial é um valor proporcional que fica disponível para os trabalhadores em algumas situações, enquanto o décimo terceiro salário é pago anualmente pelo empregador.

Este recurso funciona como uma bonificação de natal e o valor é referente a sua média salarial. Não tem máxima para quanto o trabalhador poderá receber, isto depende diretamente da sua remuneração durante o ano.

Qualquer trabalhar que exercer funções através da carteira de trabalho assinada, irá receber o décimo terceiro. O valor vem a ser pago em duas parcelas, dependendo de cada empresa. A primeira deve ser cumprida até o dia 30 de novembro, e a segunda até o dia 20 de dezembro.

Como sacar?

O abono salarial é gerido pelo PIS/PASEP, isto quer dizer que você poderá sacar com as instituições responsáveis por eles. Para o PIS, o banco encarregado é a Caixa Econômica Federal, enquanto para o PASEP, a instituição referente é o Banco do Brasil.

Geralmente, estes valores são depositados diretamente na sua conta nas devidas épocas: o décimo terceiro entre novembro e dezembro e o abono de acordo com os lotes do PIS/PASEP.

© 2018 Política&Neves

Theme by Anders NorénUp ↑